15 de jun de 2013

O que a gente faz quando começa a enxergar coisas que não queria enxergar?
Espero que a resposta seja: cresce!
Porque decepção tem que ter uma finalidade. Que seja amadurecimento!
Que assim seja!

8 de jun de 2013

Meus braços, hoje, queriam te abraçar... te desejar feliz aniversário com um beijo e pendurar este abraço no teu pescoço. Fazer um almocinho especial, cozinhando em parceria e regar nossas conversas com um delicioso vinho.
Esse sempre foi um típico 8 de junho. Há 4 anos, estas doces lembranças me confortam porque a força do teu amor continua presente nos meus dias. Em todos os dias. Não consigo te ver, mas posso te sentir. Sinto a energia da tua presença amorosa em todos os momentos, me envolvendo e encharcando meu coração de paz e tranquilidade. 
A vida continua e, embora de uma outra forma, não nos impede de continuar celebrando... eu daqui e vc daí! Afinal, o essencial, sempre foi invisível aos olhos.
Feliz aniversário, meu pai! Nosso amor é eterno! E o abraço? Bem, eu sei esperar...