26 de nov de 2011

    Adoro gente sem frescura. Natural. Que não fica "premeditando" o que falar, como agir. Que roupa vai causar mais impacto, que horas vai chegar na festa, com quem "deve" andar, onde é ou não "adequado" ir... Enfim, gente que é o que é, faz o que gosta, independente do que o outro vai pensar. Gente simples, sabe? Tenho observado como é cada vez mais raro topar com gente "de verdade". Tenho cada dia mais observado como as pessoas vivem interpretando. Criando um personagem fictício. Que para parecer aos olhos do outro, do jeito que elas acham que impressionaria a outra pessoa, ficam se "editando" o tempo todo, escondendo deslizes, passando fotoshop em foto, apagando vestígios de tudo que possa desagradar ou macular sua imagem "perfeita". Sempre alerta! Isso deve dar um cansaço...

2 comentários:

  1. Oi Fabi, adorei teu blog!
    Concordo muito com o que disseste acima.
    Muitas pessoas se editando o tempo todo...
    Mas te confesso, ser autêntica também cansa, muitas vezes, levamos 'na cara' por não fazer esse número da perfeição, sabe?
    Mas vamos levando né?
    Tentando ser a realidade, não a ilusão criada de uma sociedade conturbada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria! Que bom!!! É verdade!!! Por isso cada vez meu círculo de amizades está menor e minha vidinha mais simples. Quero ao meu redor gente bacana, sincera, simples... que não tem medo de pagar mico, de rir de si mesmo de ser o que é... e isso tá ficando raro, né? Seja bem-vinda! Vi que estás te aventurando por aqui também. Vou te seguir. Beijo!

      Excluir